Vale vai pagar juros sobre o capital de R$ 1,41 por ação

Publicado às 20h27min em 19 de Dezembro de 2019.

A Vale (VALE3) informou nesta quinta, 19, após o pregão, que seu Conselho de Administração, em reunião realizada hoje, deliberou sobre a declaração de juros sobre o capital próprio (JCP) no montante total bruto de R$ 7.253.260.000,00, correspondendo a R$ 1,414364369 por ação ordinária em circulação e por ação preferencial de classe especial de emissão da Vale. 

“Esta decisão não modifica a determinação do Conselho de Administração de suspender a Política de Remuneração ao Acionista, conforme divulgado no Fato Relevante de 27 de janeiro de 2019. A destinação do JCP será deliberada em momento oportuno, o que não ocorrerá durante a suspensão da Política de Remuneração ao Acionista”, afirmou a mineradora. 

Logo após a tragédia de Brumadinho a Vale decidiu suspender o pagamento de juros sobre o capital e dividendos.

Segundo a empresa, o referido JCP foi apurado com base nas reservas de lucro do balanço de 30 de setembro de 2019. 

A record date para os detentores de ações de emissão da Vale negociadas na B3 será no dia 26 de dezembro de 2019. 

A record date para os detentores de American Depositary Receipts (ADRs) de emissão da Vale negociados na New York Stock Exchange (NYSE) será no dia 30 de dezembro de 2019. 

A data de pagamento será definida em momento oportuno. 

As ações da Vale serão negociadas ex-direitos na B3 e na NYSE a partir de 27 de dezembro de 2019 (inclusive).

Whatsapp do Finance News:

Para receber notícias entre no grupo pelo link:https://chat.whatsapp.com/BCyYlNUswMIJrsCVR7UKAl

Remessa de dinheiro ao exterior: veja como economizar  

Quer fazer remessas para o exterior por um custo zero? Saiba os detalhes

TAGS: JCP da Vale, juros sobre o capital próprio, Vale

  Compartilhar

PRINCIPAIS DO FINANCENEWS:

Celesc aprova JCP de R$ 51 milhões

Via Varejo projeta crescimento de dois dígitos na receita total consolidada para 2020

Vale vai pagar juros sobre o capital de R$ 1,41 por ação

CCR diz que ANTT reduziu em 5,26% tarifa básica de pedágio da Nova Dutra

Petrobras vai pagar R$ 0,42 de juros sobre capital próprio

Publicado às 19h30min do dia 19 de Dezembro de 2019.

O Conselho de Administração da Petrobras (PETR3, PETR4) aprovou nesta quarta, 18, a distribuição de remuneração antecipada aos acionistas sob a forma de juros sobre capital próprio (JCP), no valor total bruto de R$ 2.352.827.349,18 equivalente a R$ 0,42 por ação preferencial em circulação.

O pagamento do referido JCP será realizado em 07 de fevereiro de 2020.

A data de corte para os detentores de ações de emissão da Petrobras negociadas na B3 será no dia 26 de dezembro de 2019 e a record date para os detentores de American Depositary Receipts (ADRs) negociadas na New York Stock Exchange – NYSE será o dia 30 de dezembro de 2019.

As ações da Petrobras serão negociadas ex-direitos na B3 e NYSE a partir de 27 de dezembro de 2019. 3.

Os detentores de ADRs receberão o pagamento a partir de 17 de fevereiro de 2020. O valor de R$ 0,42 será corrigido pela taxa Selic de 31/12/2019 até o dia 07/02/2020. 

TAGS: JCP da Petrobras, Petrobras

Tweet Compartilhar

PRINCIPAIS DO FINANCENEWS:

Celesc aprova JCP de R$ 51 milhões

Via Varejo projeta crescimento de dois dígitos na receita total consolidada para 2020

Vale vai pagar juros sobre o capital de R$ 1,41 por ação

CCR diz que ANTT reduziu em 5,26% tarifa básica de pedágio da Nova Dutra

Mercado Financeiro

OPERAÇÕES ESTRUTURADAS / AÇÕES ALUGADAS.

O mercado está sempre inovando , e hoje quase 150 bilhões de reais (mensais) são giros de mercado, com o dinheiro do proprietário de ações que são utilizadas para estimular as baixas de ações no mercado e assim pagando 0,50% ao ano o empreendedor vende ações estimulando sua baixa e aplicando o dinheiro a 4,50% ao ano em seguida vem a baixa e assim para quem vendeu e está devendo em ações vai ganhar mais um pedaço.


Recentemente a Bovespa está pensando em fazer uma portaria para melhorar esse tipo de operação e pode levar o mercado pra cima pois o custo do aluguel é irrisório e o risco sempre é maior para quem compra e espera 30 anos para realizar lucros.


O giro do mercado é sempre bom e estimula a liquidez.
Sempre vamos ter os prós e contras a respeito do tema e agora com juros para 2020 a retomada do crescimento acima de 2,50% aa., pode e deve levar a bolsa em valorizar 50% ou mais.

Arlindo Lemes

Commodities

Minério de ferro: A jornada desta quarta-feira foi mais uma com o registro de importante valorização para os contratos futuros do minério de ferro, que são transacionados na bolsa de mercadorias da cidade chinesa de Dalian. O ativo com o maior volume de negócios, com data de vencimento para janeiro do próximo ano, avançou 1,77% para 622,00 iuanes por tonelada.

Petróleo: Os Futuros do Petróleo subiram durante a sessão asiática. Na bolsa mercantil de Nova York, os contratos futuros do petróleo, com vencimento em janeiro foram negociados na entrega a US$ 56,52 por barril no momento da escrita, avançando 0,75%.

Ouro: Os contratos futuros do Ouro subiram durante a sessão asiática. Na divisão Comex da Bolsa Mercantil de Nova York, os contratos de referência do Ouro, com vencimento em fevereiro do próximo ano, encerraram a jornada a US$ 1.484,75 por onça troy, avançando 0,02%.

Agenda econômica

■ Brasil

  • IPC Fipe MENSAL
  • Produção industrial mensal (outubro)
  • Produção industrial anual (outubro)
  • PMI composto Markit mensal (novembro)
  • PMI serviços Markit mensal (novembro)
  • Fluxo cambial semanal

■ Indicadores Internacionais

  • Zona do Euro – PMI serviços Markit mensal (novembro)
  • Zona do Euro – PMI composto Markit mensal (novembro)
  • Reino Unido – PMI composto Markit mensal (novembro)
  • Reino Unido – PMI serviços Markit mensal (novembro)
  • Alemanha – PMI serviços Markit mensal (novembro)
  • Alemanha – PMI composto Markit mensal (novembro)
  • EUA – PMI composto Markit mensal (novembro)
  • EUA – PMI serviços Markit mensal (novembro)
  • EUA – PMI ISM não-manufatura mensal (novembro)
  • EUA – Variação de estoques de petróleo EIA semanal
  • Variação de empregos privados ADP mensal

Termômetro B3

DESTAQUES VAR %  FECHAMENTO (R$)
MRVE3  +7,28% R$ 18,72
GOLL4 +4,01% R$ 34,98
BBSE3  +3,88% R$ 35,86
SMLS3 -8,46% R$ 31,04
CSNA3 -3,77% R$ 12,78
GOAU4 -2,48% R$ 7,85

Arlindo Lemes 

Mercado financeiro

LUCROS DOS BANCOS ,CONTINUAM BONS EM 2019 , MESMO COM JUROS MAIS BAIXOS. 

ITAÚ E BANCO DO BRASIL

PROVENTOS…

O Banco do Brasil (BOV:BBAS3) e o Itaú Unibanco (BOV:ITUB4) aprovaram a distribuição de pagamento de juros sobre capital próprio.

O Banco do Brasil aprovou a distribuição de R$ 502,3 milhões em JCP relativos ao quarto trimestre de 2019, a R$ 0,17617400289 por ação. Os JCPs serão pagos em 30 de dezembro tendo como base a posição acionária de 11 de dezembro.

Assim, para receber esse provento, o acionista deve manter o papel em sua carteira até o fechamento do pregão do próximo dia 11, o que corresponde à ‘data com’ dos direitos, enquanto que no dia 12 as ações serão negociadas “ex-juros”, ou seja, quem investir a partir desta data não poderá receber tais proventos.

Já o Itaú Unibanco aprovou a declaração de juros sobre o capital próprio no valor de R$ 0,037560 por ação. O montante será pago até 30 de abril de 2020 com base na posição acionária do dia 12 de dezembro. Após retenção de IR na fonte, o valor, em juros líquidos, será de de R$ 0,031926 por ação.

Como aproveitar?

com nossa consultoria, comprar escalonado e alavancado até dia 10.12.19, alavancados e de preferência com hedge para proteção e vender depois do dia 16.12.19.  (ganhar de 3% a 5% no período de 6 dias).

Arlindo Lemes